Extensão – Cátedra Sérgio Vieira de Mello de Apoio aos Imigrantes e Refugiados ACNUR ONU

A Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM) é um Projeto de Extensão que promove apoio a Imigrantes e Refugiados. A CSVM é uma atividade conduzida pelo EIRENÈ – “Núcleo de Pesquisa e práticas Pós-coloniais e Decoloniais aplicadas às Relações Internacionais e o Direito Internacional”, vinculado aos Cursos de Relações Internacionais e de Direito.

A CSVM é uma iniciativa do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e do Comitê Nacional para Refugiados e objetiva efetivar ações na área de Refúgios. A UFSC e o ACNUR celebraram um Convênio que engloba ações no tripé ensino, pesquisa e extensão.

No âmbito da Extensão, o Projeto executa as seguintes atividades: 1) Atendimento diário a imigrantes e refugiados no Centro de Referência de Atendimento ao Imigrante (CRAI), nas áreas de Direito Consular, Direito Internacional Humanitário e Direitos Humanos; 2) Organização de eventos; 3) Implantação de banco de dados sobre a imigração na grande Florianópolis; 4) Promoção de ações concretas destinadas à integração de imigrantes e refugiados na UFSC e na região; 5) Militância no Grupo de Trabalho de Apoio aos Imigrantes e aos Refugiados (GTI) da ALESC, e no Grupo de Apoio a Imigrantes e Refugiados da grande Florianópolis (GAIRF); 6) Efetivação de ações sociais para auxiliar imigrantes em situação de vulnerabilidade.

No CRAI, os estudantes atuam em duas áreas: 1) proteção – regularização migratória, solicitações de refúgio, reunião familiar, legalização de diplomas, renovação de passaportes, consulta de processos, renovação de protocolos, mandato, etc.; 2) integração: gestões destinadas à acessibilidade linguística e laboral.

Na UFSC, a Cátedra reúne três Núcleos: Eirenè (coordenador), Núcleo de Pesquisa e Ensino de Português (NUPLE) que desenvolve o Projeto de Extensão “O Português como Língua de Acolhimento” (PLAM), e o Núcleo de Estudos sobre Psicologia, Migrações e Culturas (NEMPsiC).

Resultados

O Projeto já realizou mais de 30 mil atendimentos a imigrantes e refugiados de 56 nacionalidades, em parceria com o CRAI. Os resultados estão associados ao objetivo geral do Projeto que é o de promover mudanças sociais por meio da efetivação de diálogos não-hierarquizados com a comunidade, e da realização de práticas emancipatórias em conjunto com imigrantes, refugiados, e com os diversos atores estatais e da sociedade civil que compõem a complexa rede de ativismo nos âmbitos da mobilidade humana. Em última instância pretende-se fomentar entre os estudantes os valores da educação intercultural baseada no respeito às diversidades, à dignidade e aos direitos humanos.

O Eirenè participa do “Grupo de Apoio a Imigrantes e Refugiados de Florianópolis e Região” (GAIRF) e do GT de Migrações da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.
O Projeto de Extensão é realizado na sede do CRAI, R. Ten. Silveira, 225, Ed. Hércules, sala 01- Centro, Florianópolis
Horário de atendimento: Segunda à sexta de 09 às 12h e de 14 às 17h